6 de jan de 2009

:: Início ::

Primeira semana do ano. Recesso/Férias. Verão. Sem sol, mas verão! Acho que o Sol também está de recesso! O bom na falta de sol é acordar tarde, mas ai o dia fica curto e a preguiça aumenta. Lá vem a sensação de quem não fez nada últil e não aproveitou as horas livres de preocupação, estresse, compromissos sérios, chatices, burocracias etc. Mas o bom de tudo isso, que não tem preço, é poder ficar de pernas para o ar numa rede, no sofá ou na cama mesmo, lendo um bom livro, dormindo, assistindo filmes, jogando papo fora no msn, no skype, ao telefone ou pessoalmente mesmo. E ficar sob o sol (quando ele permite!) só "vegetando" e pegando uma cor saudável!
Andar pela Paulista, tomar sorvete, comer baboseiras, visitar exposições, livrarias, falar de coisas culturais ou fúteis também, porque, como disse uma vez para um amigo, faz bem de vez em quando/raramente pois distrai e nos faz rir e perceber que mandamos as preocupações às favas.
Mas o início do ano, que muitos confundem com o início de uma nova vida (ou é a esperança que o clima nos traz que dá esta expectativa de que tudo pode mudar de repente e de forma sempre melhor), também traz dívidas - IPVA, IPTU... nhanca -, traz mais sorrisos, mais companheirismo, mais cor, já que os dias ficam mais quentes e alegres (excessões aos dias que o sol tira recesso), traz mais um número na minha idade (caracas, isso só aumenta! hahaha Ainda bem, mas que inicialmente assusta, assusta!) e no da minha cidade que muitos chamam de cinzenta, mas que tem seu lado lindo, lindo.
O que quero dizer é que independente do otimismo que aflora em nossas mentes, de estar um pouco mais livre de excesso de trabalho (alguns, é claro!), esse início é bom para cumprir metas e não apenas deixá-las grudadas nos papéis ou caderninhos que anotamos no último dia do ano passado. Então, o importante é correr atrás de verdade de tudo o que se quer, não esperar que algo aconteça, senão, daqui a pouco, chega outro natal e de novo vem a sensação que se perdeu dias e que se passou muito tempo só esperando acontecimentos, realizações... Porque nada acontece por acaso, só se formos atrás, ai o acaso até ajuda, mas sozinho ele não faz nada!

Iê...

Para começar o ano

Que você tenha tranquilidade para viver, que o dinheiro venha como resposta saudável do trabalho que o faz acordar cedo todos os dias, que suas apostas não sejam no outro mas em você mesmo, que sua felicidade dependa do que você fizer e não do que fizerem com você, que domingos sejam mais que churrascos gordurosos, que milagres aconteçam quando você pedir com fé, que ninguém mude sua vida sem que você consinta, que seus vizinhos gostem de boa música. E, acima de tudo, que você seja muito feliz com a futura pessoa na qual está se transformando. Lou Bertoni (Livro da Tribo)

6 comentários:

Michelle Ribeiro disse...

Bom início de ano p/ vc tbm Iédinha...Que a turma desse ano não seja tão mala quanto a minha...rs.
beijoooooo

vida cotidiana disse...

Amei o seu texto, férias, dias tão preguiçosos.. Mas tão bom para colocar as coisas em ordem. bjs
Feliz ano novo!!!

Débora disse...

Estou esperando o sol ainda Iedinha!!
Beijos,
*Debby*

Obs.: Hakuna Matata pra você!

Bocadinho de prosa disse...

Uua, Iêda, esse texto me deu até um novo ritmo para começar o ano. E um puxão de orelha para não esquecer das promessas anotadas nos caderninhos...hehe
Acho que esse é um dos poucos anos em que faço uma listinha de coisas que eu gostaria de conquistar. Não sei se isso é bom ou ruim...rs
Mas quero me empenhar bastante para pelo menos tentar realizá-las. Adorei esse textinho do Livro da Tribo. Parabéns pelo texto! Sucesso neste ano. Beijos.

Amanda Proetti disse...

Não poderia começar diferente né?! Lindos votos! Obrigada... como assídua apreciadora...
Bjsss

Fabio Fernandes disse...

Iê,

Tenho q me desculpar pela ausência daqui.. Mas meu fim de ano foi uma bagunça que só.

Enfim, acho que "O fim é belo e incerto. Depende de como você vê." (Fernando Anitelli - O Teatro Mágico)

Muito otimismo em 2009, muita saúde e paz, o resto a gente conquista né?

Bjokas.