25 de abr de 2009

:: Volto logo!!! ::

google imagens

Trabalhos para corrigir, jornais para fechar, capas a fazer, aulas e mais um montão de afazeres jornalísticos não me deixarão postar durante essa próxima semana... Só terei tempo da meia noite às 6, mas ai vou dormir!! rs Juro que entre um trabalho e outro tento visitar o blog de vocês para ver as novidades. Voltamos em 1º de maio!!

Bom fim de semana/Boa Semana

Beijões

Iê...
música para a semana: Jack Jonhson

23 de abr de 2009

:: Dia do livro ::

A minha paixão por livros vem desde pequenina, desde quando só via livros com fotografias para imaginar a história ou quando liam para mim. E hoje, quem me conhece sabe, virei uma devoradora de livros. Eles preenchem qualquer espaço de tempo que tenho. Sempre carrego o meu na bolsa. As histórias me viciam, faço força para parar de ler... rs Parece exagero, mas é assim que sinto. É como se as palavras lidas escorressem em minhas veias feito droga. Droga boa, claro, que leva a imaginação a altos vôos.


"Sentar, abrir um livro, conhecer personagens, idéias, fatos históricos ou pura ficção, emocionar-se com situações e dilemas morais, viver outras vidas além da nossa. Livros são passaportes para a fantasia, auto-conhecimento e descobertas sem fim" (Alex Xavier - no Livro da Tribo)

google imagens


Achei um post numa comunidade do orkut que falava sobre o projeto "Perca um Livro":
"Alguém já ouviu falar de bookcrossing? É uma prática de perder propositalmente um livro em um local público para que uma pessoa desconhecida o encontre, leia e o perca novamente, reiniciando o ciclo. Nos Estados Unidos e na Europa, o bookcrossing é uma prática bastante comum e o conceito é transformar o mundo inteiro em uma grande biblioteca. No Brasil, a Editora Zeiz começou ‘perdendo’ 150 exemplares de um dos seus lançamentos “A Unidade dos Seis” e inaugurou um site – www.livr.us – onde é feito o cadastro e é possível acompanhar a rota que os livros perdidos estão percorrendo".


Encontrei um vídeo bem legal, estava indicado na mesma comunidade:



E também um link para downloads de ebooks aqui. Tem livros de Hilda Hilst, Clarice Lispector e muita coisa boa!!


Aproveitem e leiam muito!!!


Ah!! Este ano estou participando da Confraria dos 50, que tem o objetivo de fazer com que cada pessoa leia 50 livros em 2009. Eu acho que não vou conseguir, apesar de já ter lido 12 este ano (listados na barra lateral), mas vale pela emoção de participar. rs


Boa leitura!


Iê...

22 de abr de 2009

:: Créditos ::

Bem, sei que a maioria dos blogueiros não faz isso, mas achei um texto meu copiado sem o devido crédito (no orkut). Acho isso extremamente chato, uma falta de educação tremenda. Então, se copiar algo, mesmo que seja uma frase de um texto, seja lá de que blog, site, música etc for, coloque o crédito, até o link de onde copiou se tiver. Vai colocar no seu blog, na frase do orkut ou do msn, num trabalho, pixado num muro, sei lá, também deve creditar a pessoa. Os textos de um blog, assim como de qualquer outro lugar, por mais públicos que pareçam, são de propriedade de alguém. Alguém que está aqui para brincar de escrever ou não, para divulgar seu trabalho, suas experiências, para conhecer pessoas; seja lá qual o objetivo, o autor merece respeito pelo que escreve.
Eu já acho chato demais pegar fotos do google imagens e não colocar de quem é, imagina copiar algo assim como se fosse meu!
Tá, não temos um Código de Ética aqui, mas não precisa criar quando se tem consciência do que faz, não acham?
...

20 de abr de 2009

:: Palavras em mim ::

"Eu escrevo sem esperança de que o que eu escrevo altere qualquer coisa. Não altera em nada... Porque no fundo a gente não está querendo alterar as coisas. A gente está querendo desabrochar de um modo ou de outro... " (Clarice Lispector)

google imagens

Escrevo porque não consigo viver sem papel, sem caneta, sem computador, sem palavras.
As palavras são meu vício mais impactante. Sem expressá-las definho, morro um pouco a cada hora, a cada minuto, sei lá, sei que morro de verdade.
Desde a primeira redação me apaixonei pela criatividade, pelo mar de descobertas que as combinações traziam. Descobertas sobre mim, sobre um mundo real ou inventado. Lia e relia meu texto, como se fosse uma obra de arte que não conseguia parar de contemplar. Meus olhinhos brilharam ao primeiro elogio de uma professora de redação. Pensei: é disso que vou viver. Assim, nasci para as palavras. E, juro, hoje vivo por elas. Escrever é fascinante, eleva a alma, faz caminhar por mundos internos deslumbrantes. Enfim, faz viver.
Outra noite descobri que escrevo até dormindo. E eu sabia que era um sonho, pois tentava levantar e escrever o que eu escrevia lá. Acordei e não lembrava o que era, mas lembrava da minha cara de deslumbramento assim como quando li minha primeira redação.
Eu vivo para escrever. Escrever me faz preencher dias vazios ou esvaziar dias cheios. É como sonhar - ou fazer sonhos - com as mãos.


Iê...

:: Rotina Inestimável ::

google imagens


Acordamos cara a cara, rostos encostados, olhos sonolentos. Observando-se. Como se lessemos um a mente do outro por momentos inestimáveis.
Um 'Eu te amo' ritmado e intenso foi dito a uma só voz.
Sincronizados...
É, tem rotinas que são indestrutíveis! Lindas de ver e rever.

Iê...


16 de abr de 2009

:: Viver sem moderação ::

google imagens


A vida andava meio sem sal
Acordou com uma fome imensa
Fome de sentir mais o gosto dos segundos vividos
De sentir o coração bater de forma mais intensa
Era preciso um pouco de tempero
Deixar os minutos mais suculentos
Era necessário ousar
Misturar sabores diversos
Deixar as horas mais ardentes
Viver ao menos um dia sem moderação
Foi assim que fez uma salada de temperos
E depois de morder a pimenta
Chegou à vida picante que sempre sonhara

Iê...

15 de abr de 2009

:: Prazer em te conhecer ::

google imagens


É, foi um prazer mesmo!
Quando nos tornamos apenas um pela primeira vez,
Senti o êxtase de saborear prazer de verdade.
Foi como deitar sobre uma nuvem com uma lua completamente cheia ao lado,
Dessas que tomam conta do céu inteiro no final de uma noite
Parecia que o barulho do silêncio imitava trovões
E nossos corpos estavam em perfeita luxúria
Os dedos entrelaçados afundavam na maciez dos lençóis
Durante o gozo mais magnífico experimentado em nossas vidas.



opus4.com.br/google imagens


Existem diversas formas de PRAZER: Dormir mais um pouquinho ou dormir muitão. Abraçar. Tomar o sorvete predileto. Beijar. Fazer descobertas. Sorrir. Andar de mãos dadas. Amar. Escrever. Reunir amigos. Namorar. Meditar. Ficar sozinho por um tempo. Comer batata frita e chocolate (rs). Realizar sonhos. Sonhar. Viajar. Comer brigadeiro. Viver. Cantar. Chorar de alegria. Dançar. E muitas e muitas coisas. E vc, qual é o seu PRAZER com letras maiúsculas mesmo?

Iê...

Post para o Tertúlia Virtual (15/04 - tema Prazer)

14 de abr de 2009

:: restos de você em mim (continuação) ::

google imagens


Esse amor é grande
Imenso demais
Às vezes acho que não cabe mais em mim
Porque agora me destrói um pouco
(bem ele que me construiu!)
E como continuar vivendo com algo que me arranca um pedaço por dia?
(talvez isso que me reconstrói!)
Pasme! Olho para mim com uma parte destruída e outra se completando, mas o amor que sinto continua ali, imensamente igual....
(e continuará, quem sabe!)
É, (re) construir uma parte de mim é ver a vida multicolorida de novo
Viva!!


Iê...
Ah!!! Tem Tertúlia Virtual (blogagem Coletiva todo dia 15!!) O tema de abril é PRAZER. Partcipem! Inscrições no blog.

12 de abr de 2009

:: restos de você em mim ::

google imagens


Às vezes me olho e vejo você em mim
Ultimamente vejo tanto de você em mim
Que chego a sentir ódio de mim
Enquanto deveria sentir de você
Mas então me olho novamente
E vejo que, para você, só resta o amor que ainda sinto




Iê...

9 de abr de 2009

:: Para rir um pouco ::







Bom Feriado!!!
Iê...

8 de abr de 2009

:: Isso é muita sabedoria ::

google imagens


"Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada. Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais adiante os sentimentos que nos negaram. Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição. Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue; outras vezes, nada damos e o amor se rende aos nossos pés. Os sentimentos são sempre uma surpresa. Nunca foram uma caridade mendigada, uma compaixão ou um favor concedido. Quase sempre amamos a quem nos ama mal, e desprezamos quem melhor nos quer. Assim, repito, quando tivermos feito tudo para conseguir um amor, e falhado, resta-nos um só caminho...o de mais nada fazer."

(Clarice Lispector)

7 de abr de 2009

:: Dia do Jornalista ::

Parafraseando Quintana: Uma criança queria ser médica, outra queria ser advogada e, uma outra, pirata. Eu sempre quis ser uma coisa mais louca... Queria ser jornalista!!

ilustração Publifolha/google imagens


Parabéns Jornalistas!!!!
"Ser jornalista é um vício. Uma cachaça, como diriam os mais velhos. É uma doença, um vírus, uma bactéria, ou, para simplificar, um bichinho que não entra na veia, mas que já vem no sangue!" (autor desconhecido)
Iê...

6 de abr de 2009

:: Segunda-feira ::


A segunda-feira deveria ter sido criada para
descansar de um fim de semana perfeito!!

google imagens





Iê...

2 de abr de 2009

:: Amar ::

google imagens


Qual é o valor do amor? O que significa amar alguém? Como se pesa o valor dado a um amor? Em que patamar é colocado o mais importante de todos sentimentos?
Para explicar tal sentimento é necessário descobrir por que se começa a amar alguém. Inexplicável!!! Se ama e ponto final.

Num mundo onde todos andam ocupados e preocupados com outros desejos não tão sentimentais assim, o amor é deixado de lado. Ai as pessoas não se lembram de cultivar algo de forma que seja duradoura e verdadeira. O amor deixa de ser importante porque temos que crescer profissionalmente antes, porque o que escolhemos não tem o status esperado, porque temos que aproveitar mais a vida, porque queremos impor nosso jeito de ser, porque temos que ver o que os outros vão pensar, porque temos medo de enfrentar algumas situações que surgem e por ai vai. Talvez o "objeto" amado possa esperar. Nesse ponto esquecemos de dar valor a pessoas importantes, ou até damos valor, mas pode esperar... ai, quando se olha para o lado, foi embora. Algumas vezes, acreditamos tanto no amor de alguém por nós que achamos que ficará ali guardadinho como uma roupa velha dentro do armário e não damos atenção, não correspondemos e colocamos outras coisas na ordem da lista de prioridades da nossa vida. E, dessa forma, acabamos por "destruir" sentimentos e quando olhamos para trás já é tarde demais... O amor pode nunca acabar, mas ele se fecha em si, se cala e não se mostra mais, para evitar todos aqueles sentimentos de dor que podem vir junto... É, o amor de verdade vem e pronto, fica e pronto, mas tende a se guardar quando não correspondido.


Hoje descobri...
que seu olhar me corrompeu
que seu sorriso me enfeitiçou
que suas mãos me fizeram vibrar
que sua boca me derreteu
que sua voz me seduziu
Fui incendiada,
esmigalhada,
dilacerada
E, ainda assim, amo você!!!
Iê...

1 de abr de 2009

:: É mentira? ::

Mentira é um dos defeitos mais nojentos existentes na face da Terra. Claro que existem casos em que uma "mentirinha" salva, mas ela continua tenebrosa. Porém, quando criança (eu ia dizer "pequena", mas ainda sou, então fica melhor quando era criança), eu adorava o dia 1º de abril. E como uma boa irmã caçula e bem mais nova que os demais, amava fazer uma pegadinha com as pessoas que nem lembravam que era Dia da Mentira. Bem, hoje sou como todos aqueles que antes eu pegava, não vejo graça nenhuma e nem lembro, mas me pegaram....


google imagens

De acordo com a Wikipédia....


Há muitas explicações para o 1º de abril ter se transformado no Dia das Mentiras ou Dia dos Bobos. Uma delas diz que a brincadeira surgiu na França. Desde o começo do século XVI, o Ano Novo era festejado no dia 25 de Março, data que marcava a chegada da primavera. As festas duravam uma semana e terminavam no dia 1 de abril.
Em
1564, depois da adoção do calendário gregoriano, o rei Carlos IX de França determinou que o ano novo seria comemorado no dia 1 de janeiro. Alguns franceses resistiram à mudança e continuaram a seguir o calendário antigo, pelo qual o ano iniciaria em 1º de abril. Gozadores passaram então a ridicularizá-los, a enviar presentes esquisitos e convites para festas que não existiam. Essas brincadeiras ficaram conhecidas como plaisanteries.
Em países de língua inglesa o dia da mentira costuma ser conhecido como April Fool's Day ou Dia dos Tolos, na
Itália e na França ele é chamado respectivamente pesce d'aprile e poisson d'avril, o que significa literalmente "peixe de abril".
No Brasil, o 1º de abril começou a ser difundido em
Pernambuco, onde circulou "A Mentira", um periódico de vida efêmera, lançado em 1º de abril de 1848, com a notícia do falecimento de Dom Pedro, desmentida no dia seguinte. "A Mentira" saiu pela última vez em 14 de setembro de 1849, convocando todos os credores para um acerto de contas no dia 1º de abril do ano seguinte, dando como referência um local inexistente.






Iê...