16 de abr de 2009

:: Viver sem moderação ::

google imagens


A vida andava meio sem sal
Acordou com uma fome imensa
Fome de sentir mais o gosto dos segundos vividos
De sentir o coração bater de forma mais intensa
Era preciso um pouco de tempero
Deixar os minutos mais suculentos
Era necessário ousar
Misturar sabores diversos
Deixar as horas mais ardentes
Viver ao menos um dia sem moderação
Foi assim que fez uma salada de temperos
E depois de morder a pimenta
Chegou à vida picante que sempre sonhara

Iê...

10 comentários:

Amanda Proetti disse...

Que delícia!

Lidi Dimbarre disse...

Maravilhoso!!

Beijos de Luz pra ti linda!

Michelle Ribeiro disse...

Que lindo!!!

Beijos

Luciano disse...

A necessidade de ousar tem me feito olhar cada vez mais para os fortes temperos e para a pimenta, bem ali em cima da mesa, esperando ser mordiscada.
A necessidade de ousar fez homens como Alexandre o Grande dominar parte do velho mundo e mulheres como Cleópatra ter o fim que teve. Mas se eles não tivessem feito, não seriam nem a metade das pessoas que foram.
Preciso sentir o queimar da pimenta arder na minha garganta e corpo e passar pela vida, antes que ela passe por mim e eu não a veja!

Beijo e lindo post!

Iêda disse...

Lindo comentário, Luciano!! è assim mesmo que pensei ao escrever o post!!!
beijão

Papagaio Mudo disse...

"o Tempo é relativo"

A. Einstein

Bjos,
>>¨<<
Gustavo

ps: seu post para a tertúlia tem título parecido com o meu, quase igual.

vida cotidiana disse...

Lindo texto... agora vida com pimenta, quem não quer? rsrsrs. bjs

AC Rangel disse...

Linda poesia Iêda. E maravilhosa decisão. Viver, se jogar na vida, com temêro, com ousadia, com risco, com prazer. Nada desta vida insossa, limitada e comportada. Ousar. Sempre. Adorei.
Grande e carinhoso e ousado beijo.

Palavras de Osho disse...

Que belo texto. E o título é sensacional. Genial, genial.

Ângelo disse...

Delicioso texto.

Consegui senti os sabores daqui.

Grande abraço