14 de abr de 2009

:: restos de você em mim (continuação) ::

google imagens


Esse amor é grande
Imenso demais
Às vezes acho que não cabe mais em mim
Porque agora me destrói um pouco
(bem ele que me construiu!)
E como continuar vivendo com algo que me arranca um pedaço por dia?
(talvez isso que me reconstrói!)
Pasme! Olho para mim com uma parte destruída e outra se completando, mas o amor que sinto continua ali, imensamente igual....
(e continuará, quem sabe!)
É, (re) construir uma parte de mim é ver a vida multicolorida de novo
Viva!!


Iê...
Ah!!! Tem Tertúlia Virtual (blogagem Coletiva todo dia 15!!) O tema de abril é PRAZER. Partcipem! Inscrições no blog.

7 comentários:

Amanda Proetti disse...

E como continuar vivendo com algo que me arranca um pedaço por dia?
(talvez isso que me reconstrói!)
Pasme! Olho para mim com uma parte destruída e outra se completando...

Porque o amor abre e fecha as feridas... mitose desenfreada de vida!

meus instantes e momentos disse...

muito bom, gosto de voltar ao teu blog.
Maurizio

Loira e Morena disse...

Ta de parabéns em Mulher! Lindo, Lindo esse texto!

Beijaooo da Morena!

Meggy disse...

Lindo com tu!

vida cotidiana disse...

Demais essa continuação, amor, que bom. Bjs

Paulo Tamburro disse...

Bem ,minha amiga é isso que chamam de amor,certo?

Então é!

O Fabrício ohohohoh disse...

Viva, viva e viva rs!