27 de ago de 2008

Republicação nº 5

A imensidão do Amor

O amor escrito, cantado, dito, dançado, pintado, chorado, vivido, platônico, guardado, escondido, proibido, declarado. Enfim, o AMOR é um mistério a ser desvendado, assim como a vida.
A vida tem vários tipos de amor. Descobrir o amor, ou o 'estar descobrindo', leva a outras descobertas. Geralmente este sentimento é ligado não só à felicidade, mas também à tristeza, como se fosse o nascer e o morrer. Amor de verdade não morre, só fica guardado no fundo da alma.

Amar é estar em movimento constante, voar. E isso não é só com o amar uma pessoa, é amar tudo e todos.

De qualquer forma, amar faz a gente aprender a guiar a felicidade. Tudo o que fazemos com amor traz resultados felizes. A tristeza de quem ama é não ter seu sentimento entendido pelo objeto amado, isto quando nos deparamos com mentes pequenas. Pode ver que o amor não se depara com a tristeza quando amamos um livro, um poema, uma peça qualquer, um animal... (rsrs)

Entenda-se aqui, então, que AMOR não faz sofrer, faz viver.

P.S.: Seja lá o que você esteja amando, ame intensamente, sem medo. O importante é AMAR SEMPRE.

Iê...

Nenhum comentário: