17 de fev de 2009

:: Já julgou um livro pela capa? ::

foto: by google

Sabe quando você bate o olho em alguém e acha que "o santo não bate com o seu"?
Ou pensa: "Nossa, essa pessoa deve ser insuportável!"?
É, eu já fiz isso. Bem provável que você também tenha feito.
Conheço pessoas que já fizeram isso até comigo e confessaram depois.
Bem, cometi esse erro há pouquíssimo tempo. E me surpreendi. Mas não tenho coragem de confessar não!
Temos que dar uma chance das pessoas mostrarem seus valores, afinal, elas não são embalagens!! O preconceito é tosco e quando se cai na real, pode ser tarde.


Iê...

9 comentários:

Blog do Franco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Blog do Franco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Blog do Franco disse...

Olá Iêda!

Julgar pela capa não está com nada né?

Isso pode ser explocado um pouco como uma maneira das pessoas se defenderem uma das outras ,para depois se relacionarem,julgando ihh ela tem cara que é enjoada ,ou meu esse cara parace ser playboy.

Triste né?

então...ler depois o meu artigo sobre "o egoísmo de não nos envolvermos" neste link...http://francoemblog.blogspot.com/2009/01/o-egoismo-de-nao-nos-envolvermos.html

bjus e até!

Patrick Mesquita disse...

Ahhh se eu nã fosse julgado todos os dias...o que seria da minha vida!!! Mesmo com problemas quase que diários sobre preconceitos eu já errei muitas vezes da msma forma...Tosca e idiota...Acredito que admitir o erro é melhor do que conviver com ele...Professorinha querida desculpa por não ir na sua aula quinta...Afinal no meu coraçjá é carnava e São Luiz do Paraitiga não pode esperar até sexta.....bjusss e bom carnaval!!!

Amanda Proetti disse...

Sim! É ridículo mesmo... e como somos inclinados a ele... mas ainda bem que há consciência... daí nunca é tarde!

Michelle Ribeiro disse...

Eu sempre faço isso...e sempre me ferro! Meus melhores amigos foram prejulgados por mim...droga!

Fernanda disse...

Concordo, mas não 100%. As vezes a intuição vale muito. Mas vc tem razão tbém. Minha melhor amiga um dia me odiou sem nem me conhecer ahahaha. Beijos.

vida cotidiana disse...

Infelizmente todo mundo já passou por isso uma vez na vida.. sem querer às vezes perdemos até oportunidade de conhecer melhor uma pessoa, bjs

Juliano Sanches disse...

"O santo realmente não bate", em algumas situações. Não é maldade. Os nossos conteúdos interiores se movem por afinidades, e quando não as encontramos em certas pessoas, nos repelimos. Claro que isso num primeiro momento, pois nossas impressões são sempre reconstruídas. Quando olhamos a pessoa com a alma, com as nossas forças interiores, com a nossa compaixão, logo percebemos que tudo, inclusive ela, é para o bem. Tudo está em constante transformação. Ao olhar seu blog, percebi que você gosta de poesia. Nessa semana, fiz uma poesia sobre a resistência nossa de cada dia. Dê uma olhada.

Visite minha Casa, quando puder.

O endereço é:

(http://casadojulianosanches.blogspot.com/).

Um grande abraço.